© 2018  |  Direção Vet Consultoria  |  política de privacidade  |  todos os direitos reservados.

Mudanças na estratégia da PetCo, em relação ao PET FOOD, possivelmente trarão impactos no Brasil

Atualizado: 31 de Dez de 2018

PETCo. proíbe venda de pet foods e guloseimas com ingredientes artificiais

Cadeia de varejo americana vai remover e proibir venda de produtos contendo cores artificiais, sabores e conservantes para cães e gatos até maio de 2019.


Por Katie James | REVISTA DVM360

Em um movimento impulsionado pelos desejos de tutores de Pets que estão em constante mudança, a PETCo. anunciou que vai parar de vender alimentos e guloseimas que contenham cores artificiais, sabores e conservantes, para cães e gatos até maio de 2019, de acordo com um comunicado da empresa. Em janeiro de 2019, a empresa começará a retirar os alimentos com esses ingredientes de suas prateleiras e do site de comércio eletrônico, com o objetivo de remover todos eles até maio. A lista de mais de 40 ingredientes que a empresa diz estar eliminando de suas lojas inclui FD & C Red No. 3, Hidroxianisol Butilado (BHA), hidroxitolueno butilado (BHT), tributirato de glicerol e benzaldeído, entre outros.


Baseando-se em uma pesquisa realizada pela Edelman Intelligence em outubro, que entrevistou 1.300 tutores de animais de estimação, a PETCo. afirma que essa mudança reflete uma das principais preocupações que os tutores de Pets possuem - a nutrição/alimentação.

A pesquisa descobriu que 87% dos donos de animais de estimação disseram que alimentar seus Pets de estimação sem ingredientes artificiais é fundamental para a saúde e o bem-estar deles. Quase todos os tutores de Pets de estimação (95%) disseram que a dieta e nutrição de seus animais de estimação é essencial para a saúde e bem-estar em geral, mas 56% disseram que encontrar produtos saudáveis para seus animais de estimação é algo muito complicado. Responderam que encontrar produtos saudáveis é muito difícil.

A PETCo. está baseando a definição desses ingredientes artificiais na Associação Americana de Autoridades de Controle de Alimentos (AAFCO) e nas diretrizes da FDA. Estes ingredientes são definidos pela PETCo. da seguinte forma:

  • Cor de fontes artificiais: qualquer corante, pigmento ou outra substância que possa dar cor a um alimento que não seja derivado de uma fonte natural;

  • Sabor artificial: qualquer substância, cuja função é dar sabor, que não é derivado de uma especiaria, suco de frutas ou frutas, vegetais, levedura comestível, erva, casca, broto, raiz, folha ou material similar a carne, peixe, aves, ovos, produtos lácteos ou produtos de fermentação; e

  • Conservante artificial: qualquer substância química adicionada ou pulverizada na parte externa dos alimentos para retardar a deterioração, descoloração ou contaminação por bactérias e outros organismos patogênicos; não inclui conservantes que são derivados de compostos naturais.


"Alguns podem questionar se isso faz sentido para os negócios, mas colocar a saúde dos animais de estimação em primeiro lugar sempre foi a coisa certa a fazer para a PETCo., diz o CEO, Ron Coughlin, nesse comunicado. "Este é um grande passo em frente para animais de estimação e um próximo passo natural em nossa jornada para se tornar um parceiro completo no bem-estar animal de estimação. Esperamos que o restante da indústria animal se junte a nós nesse caminho para melhorar a saúde dos Pets de estimação que tanto amamos."

De acordo com Nick Konat, co-diretor de merchandising da PETCo., a cadeia de varejo está trabalhando com empresas de Pet Food para buscar mudanças de ingredientes para atender aos novos padrões. "Nos casos em que uma marca existente não puder atualizar alguns ou todos os seus produtos para atender aos nossos critérios até maio de 2019, não levaremos nenhum produto ou a marca às nossas lojas e ajudaremos os tutores de animais de estimação, afetados por essa mudança, a fazerem a transição com segurança para um novo alimento que acreditamos ser mais saudável para seu animal de estimação ", diz ele no comunicado.

A empresa planeja usar essa iniciativa como um primeiro passo para "se tornar a fonte mais confiável para o bem-estar animal", afirma o comunicado. Em 2019, também lançará o PETCo. Pet Wellness Institute, reunindo um grupo gigantesco de especialistas em "saúde e bem-estar animal". Esses especialistas (veterinários, nutricionistas, psicólogos de animais de estimação, pesquisadores acadêmicos e outros líderes credenciados) ajudarão a PETCo. a oferecer informações, educação e serviços melhores em uma ampla variedade de tópicos, não apenas em nutrição. De acordo com a publicação, parte do mandato do instituto estará financiando pesquisas baseadas em evidências em áreas-chave de saúde animal.

A Revista DVM 360 contatou várias marcas importantes de alimentos para animais de estimação: Blue Buffalo, Hill's, Mars Petcare, Purina e Royal Canin - para obter declarações sobre como a mudança afetará seus produtos. Até o momento da publicação desse artigo, apenas Hill's e Royal Canin não responderam.

"Blue Buffalo não usa cores artificiais, sabores ou conservantes em qualquer alimento ou guloseimas para cães e gatos", diz Bryan Brown, colaborador da Blue Buffalo Company. "Este anúncio não afeta nenhum produto da Blue Buffalo. "Nossos produtos já atendem ou excedem a nova estratégia nutricional da PETCo., afirma Bryan”

De acordo com Wendy Vlieks, diretora de relações públicas corporativas da Nestlé Purina PetCare Company, “a Purina tem trabalhado com a PETCo. para entender esse desenvolvimento, no entanto, é muito cedo para conhecer o impacto dessa decisão. Estamos confiantes de que a Purina continuará a fornecer produtos Pet Food de qualidade para a PETCo. e para nossos valiosos consumidores."

A Mars Petcare está trabalhando com a PETCo. para chegar a uma solução com a qual ambas as marcas possam trabalhar: "Na Mars Petcare, a primeira prioridade de todas as dietas é satisfazer as necessidades nutricionais do animal. Nós nos esforçamos para garantir que nosso portfólio de produtos atendam a um amplo conjunto de preferências do consumidor", diz Lisa Campbell, diretora de assuntos externos da empresa. "Estamos cientes da decisão da PETCo. de concentrar seu sortimento em produtos sem cores, sabores e conservantes artificiais, e a Mars Petcare fará parceria com eles para fornecer uma ampla gama de produtos para alcançar seus objetivos."

A Revista DVM 360 também entrou em contato com uma nutricionista veterinária certificada pelo Conselho Veterinário Federal Americano, que compartilhou algumas opiniões sobre a base científica da mudança: "Acho que essa é uma ação puramente mercadológica, não apoiada por evidências científicas, mas que fará com que a atenção dos tutores seja desviada. E temo pela segurança e qualidade de seus alimentos. Estou mais preocupada com as empresas de comercialização de alimentos para animais que vendem dietas que não têm segurança básica e nem padrões nutricionais adequados do que sobre qualquer um dos compostos da lista "proibida" da PETCo."

A PETCo. observa que, embora essa mudança afete determinadas marcas e espere motivar as empresas a mudarem os ingredientes, ela já carrega uma gama de alimentos de alta qualidade que já atendem ou excedem os novos padrões. Ele também recomenda que os tutores que estão procurando ajuda para selecionar um alimento para seu Pets de estimação encontrem informações disponíveis nas lojas e consultem os funcionários experientes da PETCo.

O anúncio foi recebido com muitas críticas e com muitos elogios de milhares de tutores de animais no Twitter da PETCo., ambos defendendo os seus pontos de vista sobre essa mudança.

Para mais informações sobre os novos padrões nutricionais, acesse Petco.com/betternutrition.


Fonte e Data da Publicação: dvm360, em 13/11/2018

Escreva para a Direção Vet Consultoria


A Direção Vet Consultoria auxilia o empresário veterinário em diferentes situações. Atuamos lado-a-lado com eles, prestando serviços especializados, nos seguintes assuntos:

  • Obter Lucratividade mais robusta

  • Transformar a empresa e os veterinários voltados ao Marketing e Vendas

  • Introdução de novos serviços veterinários ou voltados aos animais de estimação

  • Preparação para a Expansão em novas instalações

  • Implementação de Gestão que promova a Performance

  • Implementação de Práticas Comerciais que integrem Marketing e Vendas

  • Gestão Interina de Clínicas/Hospitais Veterinários